fbpx

Embaixador israelense, revela que Irã está testando mísseis com capacidade nuclear

O Irã vem testando mísseis balísticos nucleares há meses, violando a Resolução 2231 da ONU, revela o embaixador israelense Gilad Erdan.

Enquanto as potências mundiais intensificam os esforços para voltar a um acordo nuclear com o Irã, a República Islâmica está testando mísseis balísticos com capacidade nuclear, violando o acordo, revelou Israel esta semana.

De acordo com um relatório de Israel Hayom na sexta-feira, o embaixador israelense nos Estados Unidos e nas Nações Unidas Gilad Erdan enviou uma carta ao Conselho de Segurança da ONU e ao secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, revelando informações sobre as atividades ilegais de mísseis do Irã, que violam a Resolução 2231 que endossou o Plano de Ação Conjunto Global em 2015.

O Corpo de Guardas Revolucionários do Irã vem testando mísseis há vários meses, incluindo os nucleares, escreveu Erdan em sua carta. Ele pediu aos membros do Conselho de Segurança que condenassem as ações de Teerã.

O Conselho de Segurança deve responder às ameaças do Irã à paz e segurança mundiais, escreveu Erdan, e descreveu em detalhes os tipos de mísseis que o regime estava testando e quais eram suas capacidades.

Durante um de seus exercícios militares em meados de janeiro, chamado “O Grande Profeta 15”, as forças iranianas testaram mísseis de vários alcances, incluindo os mísseis balísticos Sejjil e Qader, que são capazes de transportar uma ogiva de 650 kg (1400 libras) e têm um alcance de aproximadamente 2.000 km (1.200 milhas).

O progresso tecnológico de Teerã mais uma vez reflete a ligação entre os programas espaciais e militares do regime, que trabalham juntos para desenvolver as capacidades nucleares do regime, escreveu Erdan em sua carta.

Enquanto isso, o Irã alertou Israel e os EUA na quinta-feira sobre uma possível retaliação depois que o Estado judeu atingiu Saviz, um navio de bandeira iraniana, no Mar Vermelho na terça-feira.

“Sem dúvida, os Estados Unidos estavam envolvidos”, disse um porta-voz militar iraniano.

Fonte: Dunapress.org

Um comentário

  1. Camila Vieira

    Parabéns pela matéria!!

Comente este artigo

Pesquise por um curso

%d blogueiros gostam disto: